Now loading... / Carregando...

menu

802-701-9763

[email protected]

Blog Article

Organize-se! Pare de escrever. Copie, cole e preencha as lacunas

posted in Migrar, Pérolas da Metáfrase by

Republicação do texto da Rafa Lombardino para os números 1 e 2 da revista Metáfrase, de setembro e dezembro de 2016, respectivamente.

 

Organize-se!

Vocês acompanham as Olimpíadas? Dá para imaginar o tempo investido em treino e a dedicação de cada atleta para chegar aonde chegou. Com o tradutor, não é diferente. São anos de estudo e aprimoramento para subir cada degrau da carreira. Os atletas olímpicos dependem de planilhas detalhadas para acompanhar a evolução do seu desempenho. Os tradutores precisam encontrar uma maneira de se organizar e ficar de olho na produtividade para saber onde estão errando ou acertando e, assim, melhorar o seu desempenho.

Você pode trabalhar à moda antiga, anotando tudo em papel, ou ser mais moderno e fazer um acompanhamento digital; porém, é preciso ter algum tipo de medida da sua produção diária semanal e mensal para se organizar melhor. Eu sempre recomendo aos meus alunos a agenda do Google, que é gratuita e permite a criação de vários calendários, tanto profissional como pessoal, para planejar o seu dia. Na mesma tela eu tenho o meu calendário pessoal para consultas médicas e outros compromissos, o calendário dos meus filhos, o meu calendário de tradução e um calendário para os colegas que trabalham comigo, além de outro para os prazos, assim eu sempre sei exatamente quando o cliente espera receber o projeto traduzido. Coordenando tudo de maneira colorida, basta bater o olho na agenda para responder para o cliente: “Sim, eu posso entregar o seu projeto para tal dia”. Esse tipo de organização, aliado à sua média de produção são ferramentas indispensáveis na hora de planejar o seu cronograma de trabalho.

 

Pare de escrever. Copie, cole e preencha as lacunas

Não importa se você está no mercado há muito tempo, ou apenas começando a sua aventura no mundo da tradução. O segredo é não se acomodar e entrar em contato com possíveis clientes constantemente a fim de manter uma atividade sustentável. Pensando nisso, você escreve um e-mail atrás do outro na hora de se apresentar para futuros clientes ou manda um “olá” para aqueles que há tempos não procuram os seus serviços? Se você respondeu que sim, por que está perdendo tempo escrevendo e reescrevendo as mesmas informações cinco, quinze, cinquenta vezes por semana durante as suas iniciativas de marketing?

Como o nosso foco aqui neste texto é a produtividade do profissional de tradução e interpretação, a dica da vez é: crie modelos de carta de apresentação para agilizar esse processo de captação de clientes. Não tem segredo! Os seus dados não mudarão do dia para a noite, então comece a carta com uma apresentação geral (nome, combinação de idiomas e credenciais ou tempo de profissão) e deixe uma lacuna para indicar onde encontrou o contato do cliente (no site da empresa, num anúncio procurando tradutores, por recomendação de um amigo ou colega).

Depois, vá direto ao assunto e explique como pode ajudar o cliente com os seus serviços linguísticos. Nessa parte entram dados sobre a sua experiência em determinada área — mas tenha cuidado para não mencionar nomes de clientes ou detalhes que você não está autorizado(a) a divulgar! Conclua a carta mencionando o seu preço, as condições de pagamento e a sua média de produção (X palavras por dia, semana ou mês) para confirmar a sua disponibilidade. Tenha também uma assinatura padrão já criada no seu serviço de e-mail para indicar os seus dados de contato e aparecer automaticamente no fim da mensagem.

Caso você tenha várias especializações, crie diversos modelos para ter um parágrafo redondinho sobre as suas experiências em cada área. O importante é só enviar detalhes que realmente interessem ao destinatário. Em outras palavras, se você se especializa em tradução médica, mas também traduziu alguns livros de ficção, não misture as bolas, e crie dois modelos de carta diferentes para cada público-alvo.

Se você vem acompanhando as publicações da Metáfrase, já sabe que eu recomendo a organização da rotina de trabalho. Então, olhe para o seu calendário no Google, a agenda de papel sobre a mesa ou o quadro de anotações na parede e marque um horário para se dedicar, pelo menos uma vez por semana, à captação de clientes. Com essas cartas-modelo prontinhas, tenho certeza de que a tarefa será muito menos entediante e você entrará em contato com muito mais clientes a cada “sessão de marketing”, ou lembrará aos clientes antigos que continua disponível para novos projetos.

 

Quer contribuir para o blog? Envie-nos um e-mail para [email protected]

11 nov, 21