Now loading... / Carregando...

menu

802-701-9763

[email protected]

Blog Article

Fazendo faxina no escritório virtual

posted in Pérolas da Metáfrase by

Republicação do texto da Rafa Lombardino para o número 14 da revista Metáfrase, de janeiro de 2019.

 

Todo ano novo, acabo fazendo uma faxina na mesa do escritório para me desfazer de qualquer papelada desnecessária ou guardar cada coisa em seu devido lugar. Na correria do dia a dia, uma pequena pilha de “coisas” acaba se acumulando e, com o início de um novo ciclo, nada mais natural do que apertar aquele botãozinho de resetmetafórico e começar tudo do zero. Ou quase do zero.

Apesar de a faxina física fazer um bem danado, não só deixando tudo mais organizado visualmente, mas também trazendo grande alegria e satisfação (#KondoFeelings), muita gente acaba se esquecendo de fazer uma faxina no escritório virtual. Um dos meus primeiros passos logo após a virada do ano é passar os olhos em minha pasta Clients > Old e ver quem não entrou em contato comigo nos últimos seis meses. Aí abro o e-mail e procuro o nome dos gerentes de projeto com quem interagi, assim posso dar um “oi” e ver se alguém está precisando de alguma coisa.

Considerando a alta rotatividade de funcionários em agências de tradução (ou mesmo clientes diretos), às vezes a mensagem volta, pois aquele contato já não trabalha mais naquela empresa, mas sempre dá para investigar o site do cliente antigo e encontrar outro contato em potencial. Às vezes, um gerente de projetos novo é contratado e acaba tentando reinventar a roda para mostrar serviço, em vez de manter os mesmos contatos de seu predecessor. Assim sendo, basta um “oi” para reconstruir essa relação.

Outra coisa que faço no primeiro trimestre de um novo ano é atualizar meus currículos (sim, tenho mais de um, dependendo da área de especialização) e também os perfis que mantenho em diversos sites de projetos de tradução. É claro que não dá para continuar incluindo informação nova em um currículo se você está na mesma carreira há muito tempo. Caso contrário, com 22 anos de profissão, meu currículo estaria quilométrico! Mas é possível mantê-lo com uma página apenas, com os dados mais importantes e os projetos de maior destaque, ainda mais quando criamos várias versões diferentes. Afinal, meus clientes técnicos não estão interessados em quantos livros eu traduzi, e meus clientes de legendagem não querem saber que me especializo em informática.

Escrever artigos de vez em quando também ajuda, porque, se um cliente atua em certa área e, além do currículo, você lhe apresenta material escrito sobre tal especialização, isso só vai ajudar você a se destacar na hora de enviar um orçamento para um possível projeto. É assim que eu acabo recebendo muito material para a localização de aplicativos e games, porque já escrevi sobre minhas experiências com o assunto e demonstro que meu interesse e aprendizado na área vão além da pesquisa pontual apenas para concluir um projeto.

E, como não vivemos só de passado, com as energias renovadoras do ano novo também é muito interessante olhar para a frente, rever o plano de carreira e/ou empresarial e tentar captar novos clientes. Às vezes deixo algumas abas abertas no navegador durante a semana quando encontro algo interessante que poderia me levar até um cliente novo, então anoto contatos o ano inteiro e, quando chega esse intervalinho de começo de ciclo (e possível período de vacas magras), eu me apresento para os possíveis clientes na tentativa de colocá-los na minha pasta Clients > Potential. O objetivo final é trazer tanto os clientes que estão na subpasta Old, quanto na pasta Potential,para a pasta principal Clients, pois esses serão os clientes a quem eu vou me dedicar durante os próximos seis meses.

Chegando ao fim do semestre, é hora de fazer um novo balanço e me preparar para o restante do ano, transferindo em julho quem não entrou em contato desde janeiro, e deixando-os lá na subpasta Potentialnovamente, à espera de contato no ano novo; isto é, se eles não entrarem com contato comigo primeiro. E você? Como aproveita a chegada do ano novo ou um período de estiagem para ser mais proativo e manter uma atividade sustentável?

 

Quer contribuir para o blog? Envie-nos um e-mail para [email protected]

11 dez, 20