Now loading... / Carregando...

menu

802-701-9763

[email protected]

Blog Article

Eu Sou Abrates: Elis Tarouco

posted in Eu Sou Abrates, Migrar by

 

1. Quem é você e o que você faz?

Meu nome é Elisângela Tarouco e sou tradutora juramentada e proprietária da agência de traduções EST Soluções Linguísticas Ltda.

 

2. Como você chegou à tradução e como foi seu início?

Minha história de amor com a tradução teve início em 1994 quando passei no vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul para cursar Letras-Bacharelado Tradutor-Intérprete. Com 18 anos recém-feitos, fiquei encantada com as possibilidades. Na época, ainda não tínhamos à nossa disposição os recursos de hoje em dia, e as pesquisas eram feitas em muitos dicionários e enciclopédias. Meu lugar favorito era a biblioteca! Um dia, minha mãe trouxe um recorte de jornal que falava da profissão de Tradutor Juramentado. Era 1994, e eu esperei até 2009 para que um concurso abrisse em minha cidade (Porto Alegre). Desde então, venho me dedicando totalmente ao ofício de tradutora e sou muito feliz com a minha escolha. O início foi complicado, mas fazendo um bom trabalho as pessoas começam a te conhecer e a carreira começa a se consolidar.

 

3. Para você, qual é o aspecto mais incrível da sua área de atuação?

O aspecto mais incrível é a aquisição de conhecimento. É impossível parar no tempo! Estamos sempre sendo impulsionados a buscar mais, a ir além. Isso é fascinante, poder saber sobre tantas áreas, sobre tantas coisas ao mesmo tempo.

 

4. E o mais desafiador?

O mais desafiador é a oscilação do mercado. Para mim o que mais pesa é o volume incerto de trabalho por mês. Dias com muito serviço, dias com nem tanto. É preciso se organizar muito bem financeiramente. Outro ponto muito delicado é a concorrência desleal. Muitos tradutores cobrando valores irrisórios pelos serviços, o que gera um efeito drástico em todo o mercado.

 

5. Cite um mito e uma verdade sobre sua área de atuação que você só descobriu na prática.

Mito: não se vive somente de tradução, é preciso fazer um pouco de cada coisa.
Verdade: vive-se muito bem de tradução, basta entregar sempre trabalhos consistentes e de boa qualidade, e o resto vem.

 

6. Qual dica construtiva você dá para quem possa estar cogitando seguir na sua área de atuação ou para quem possa estar começando?

Seus trabalhos são sua reputação; seu sucesso depende de sua dedicação total ao ofício. Não desista nas primeiras críticas, não deixe de buscar a excelência no que você faz e principalmente seja humilde para aceitar que não somos infalíveis, e forte para acreditar sempre em um amanhã melhor.

 

Saiba mais sobre a Elis

 

Quer participar da série Eu Sou Abrates? Envie-nos um e-mail para [email protected] com o assunto “Entrevista: [seu nome]”. Esta série é exclusiva para membros.

29 jul, 21